Confira as dicas que as startups do SEED receberam nessa semana

Confira as dicas que as startups do SEED receberam nessa semana

Paulo Tenório, da TraktoPRO, esteve no SEED essa semana e palestrou para os empreendedores da terceira edição do programa.

Da redação

Os participantes da terceira rodada do SEED receberam, nessa semana, a visita do empreendedor digital alagoano e fundador da Trakto, Paulo Tenório. O encontro foi focado na experiência do palestrante, que relatou o case de sucesso de sua empresa, e também em dicas para os seeders.

Paulo Tenório fundou, em 2000, um dos primeiros estúdios de Motion Design no Brasil, o Blob. Trabalhou como Designer, Diretor de Imagem em mais de 10 cidades diferentes e em 2007 foi convidado para se mudar para Salt Lake City – Utah para integrar um estúdio de animação. Participou da Primeira Rodada do programa SEED e teve sua startup acelerada pelos programas Startup Chile e Abril Plug and Play em 2014.

A palestra contou com seis pontos de destaque. Confira quais foram eles:

Saiba identificar seu público consumidor: Não adianta tentar validar sua ideia ou produto com outros empreendedores. Vá atrás do seu público consumidor e descubra o que ele acha. Somente ele poderá dizer se sua proposta é promissora ou não.

O melhor lugar para o brasileiro empreender é o Brasil: Apesar de qualquer situação econômica, o Brasil ainda é o melhor lugar para o brasileiro empreender. Muitos empreendedores acreditam ser mais fácil empreender fora do país. No famoso Vale do Silício, por exemplo, menos de 6% de todo o investimento feito é destinado a minorias: estrangeiros, latinos, negros, mulheres. Todos os incentivos oferecidos somente são ofertados para empreendedores que morem no Vale. “O Brasil nunca foi um país tão empreendedor como agora. Aproveite”, disse Tenório.

Seja global: Mesmo empreendendo no Brasil, não há motivos para não se tornar internacional. Os empreendedores brasileiros sempre pensam soluções para necessidades do mercado do próprio país. Pense soluções para todo o mundo. Ainda precisamos enfrentar algumas barreiras como formas de pagamento restritas que não favorecem a comercialização internacional pelas empresas brasileiras. No entanto, já existem alternativas e ferramentas que otimizam a venda internacional a partir do Brasil e o esforço a mais será recompensado.

Não procure investimento somente pelo dinheiro: De forma geral, investidores têm um grande conhecimento em várias áreas fundamentais para o crescimento de uma startup. Deixar seu investidor “por fora” dos assuntos da startup pode ser um péssimo negócio. Não desperdice a chance de aprender e ter mentoria de um profissional qualificado que acredita em seu projeto.

Tenha um time, não empregados: Startups demandam um alto grau de comprometimento por parte da equipe, por isso procure pessoas que acreditem no projeto e sempre as mantenha motivadas. Lembrando que motivação envolve tanto questões financeiras quanto realização profissional e pessoal. Faça cada um de seus colaboradores se sentir – e realmente ser – parte importante de um projeto maior construído em equipe.

Mantenha a mente aberta: Muitas vezes você estará errado e alguns empreendedores têm dificuldade em abrir mão do plano que já estipularam em suas cabeças. É fundamental aprender a manter a mente aberta para visões diferentes da sua, seja de mentores, de outros empreendedores ou qualquer pessoa que tenha conhecimento em determinada área.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>