Secretário Miguel Corrêa apresenta programa “Meu Primeiro Negócio” para diretores e professores de escolas estaduais de BH

Secretário Miguel Corrêa apresenta programa “Meu Primeiro Negócio” para diretores e professores de escolas estaduais de BH

Por: Comunicação SEED

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes) abriu as portas do SEED, na manhã desta quarta-feira (19), para diretores e professores de escolas estaduais de Belo Horizonte para apresentar os programas “Meu Primeiro Negócio” e Universidade Aberta Integrada (Uaitec), voltados para capacitação de jovens para o ambiente empreendedor.

O evento foi uma oportunidade para os educadores do ensino médio público ter embasamento teórico e técnico das atividades inovadoras do Governo de Minas destinadas à educação. De acordo com o secretário da Sedectes, Miguel Corrêa, pretende-se, enquanto governo, manifestar o quanto ele acredita na juventude mineira, dando subsídios para que a nova geração tire ideias do papel e consiga atingir os objetivos profissionais e pessoais.

“Ao total, a previsão é de mais de 26 mil estudantes impactados, cerca de 3500 voluntários mobilizados e quase 900 projetos criados em mais de 80 cidades de Minas Gerais. Isso vai gerar mais de 200 mil horas doadas em prol do fomento da educação empreendedora no estado”, afirma Miguel Corrêa.

Secretário Miguel Corrêa com o relações institucionais da Uaitec, Juninho Paim, e a diretora pedagógica da metropolitana B, Fátima Maria Gonçalves

Parte do Programa Minas Digital – uma iniciativa da Sedectes com apoio da Fapemig – o “Meu Primeiro Negócio” concede bolsas para o desenvolvimento de projetos e a formação de uma cultura de empreendedorismo nos alunos de Ensino Médio da educação pública de Minas Gerais – com ênfase nos alunos de terceiro ano. Com o apoio das Uaitecs, o programa contempla jovens de todo o Estado que, ao longo de alguns meses, recebem mentorias, capacitação empreendedora e infraestrutura para que possam elaborar proposta de trabalho e criar projetos em áreas de interesse específicas.

Diretores e professores das escolas públicas estaduais da Superintendência Regional da Metropolitana B.

Para a diretora pedagógica da Superintendência Regional da Metropolitana B, responsável pelas regiões Oeste, Noroeste e Barreiro de Belo Horizonte, Fátima Maria Gonçalves, a iniciativa da Sedectes é um exemplo a ser aplicado em todo o estado. “Nós já abraçamos esta causa e torcemos para que consigamos contagiar nossos professores e fazer com que, em formato de cadeia, esta cultura empreendedora chegue até nossos alunos”, afirma.

O programa foi estruturado em quatro fases, iniciando neste mês com previsão de término em dezembro de 2018. A primeira fase será em Belo Horizonte, com cerca de 600 estudantes. A segunda será a interiorização do programa, chegando a mais de 4500 estudantes distribuídos pelos 17 territórios regionais do estado, com previsão de realização em 30 cidades. Já a 3ª etapa será a ampliação, com mais de 8 mil estudantes em cerca de 50 cidades, e, por fim, uma segunda etapa de ampliação, com mais de 13 mil alunos beneficiados em quase 90 cidades mineiras. As escolas interessadas devem estar atentas ao edital, que será lançado no próximo dia 25 de maio.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>