SEED recebe hackathon da CGE para combate à corrupção em Minas

SEED recebe hackathon da CGE para combate à corrupção em Minas


Por: Comunicação SEED

Uma maratona de 47 horas é a aposta da Controladoria-Geral do Estado (CGE-MG) para fortalecer o combate à corrupção em Minas Gerais. Neste final de semana (14 a 16 de julho), o SEED recebe o “Movimento Amplifique”, um evento técnico com especialistas da área de tecnologia para criação de um aplicativo que promova a participação social no controle dos serviços públicos.

O “Movimento Amplifique” é uma iniciativa do Governo de Minas Gerais, por meio da Controladoria-Geral do Estado (CGE-MG) e a Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (FAPEMIG), com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SEDECTES), através do Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development (SEED) e do Sistema Mineiro de Inovação (SIMI).

De acordo com o controlador-geral do Estado, Eduardo Martins de Lima, o “Movimento Amplifique” nasceu a partir de um workshop entre servidores da CGE e, prontamente, teve a ajuda e intensa colaboração da FAPEMIG para se concretizar. “Nosso planejamento é fomentar a criação de um aplicativo para que a população possa participar facilmente por meio do smartphone e esperamos ter um resultado mais concreto até o fim do ano ou início do ano que vem”, afirma.

Para o subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Dias, a SEDECTES tem a inovação como uma pauta transversal para aproximar o Governo como um todo deste mundo tecnológico. “Com resultados reais e estratégias inovadoras, apoiamos iniciativas como o Movimento Amplifique para tornar o governo mais conectado”, afirma o subsecretário, garantindo que o que está fazendo hoje, com a CGE, já aconteceu com a Secretaria de Meio Ambiente e a Prodemge.

Como vai funcionar

Em formato de hackathon (maratona), programadores, designers gráficos, desenvolvedores, comunicadores, estudantes e profissionais da área de tecnologia da informação terão o desafio de desenvolver o aplicativo em três dias. Para isso, os participantes serão divididos em grupos. Eles terão ajuda de mentores para o desenvolvimento das ideias.

Para começar, os participantes recebem orientações de especialistas, como a analista desenvolvedora Dani Marinho, os servidores do Estado André dos Anjos e Rafael Mazzieiro, além do subcontrolador do Governo Aberto, Márcio do Amaral. Além de experiências, eles apresentarão as bases de dados que

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>