SEED recebe SAP para apresentar resultados de mentorias criados para quatro programas mineiros

SEED recebe SAP para apresentar resultados de mentorias criados para quatro programas mineiros

Durante quatro semanas, Belo Horizonte recebeu 12 profissionais da empresa global SAP, por meio do Programa Social Sabbatical, que ofereceram serviços de consultoria voluntária a organizações e ONGs que lidam com projetos de impacto social. O SEED – Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development foi um dos beneficiados com a consultoria, junto com as instituições CEDUC Virgílio Resi, Embaixadores de Minas e o Instituto Ester Assumpção. Os resultados foram apresentados na manhã desta sexta-feira (04), na sede do SEED, no Centro de Belo Horizonte.

Silvana Braga, diretora-geral do SEED, abriu o evento agradecendo a dedicação da SAP com o programa durante este período. “Essas quatro semanas foram muito produtivas para nosso trabalho. Muitos acreditam que, por acelerarmos 40 startups por rodada, apenas elas são impactadas pelo programa. Mas vamos além. Com nossas atividades de Difusão, conseguimos impactar muitas pessoas em todo o estado. Até o momento, foram aproximadamente 34 mil pessoas”, afirma Silvana, garantindo que o apoio da SAP vai alavancar este número.

Após a permanência no SEED, os consultores Uwe Grigoleit, vice-presidente global da SAP e Chefe Global de Desenvolvimento de Negócios; Sophia Li, especialista sênior em operações empresarias; e o chefe de parcerias e serviços financeiros da Ásia-Pacífico, Peter Levin, elaboraram, com a equipe do SEED, uma metodologia para mensurar o real impacto social e econômico que o programa causa ao estado de Minas Gerais com suas atividades. A curto, médio e longo prazo os resultados qualitativos e quantitativos do maior programa público de aceleração de startups do país serão divulgados. O documento é resultado de uma consultoria pro bono da empresa global para o SEED, que foi escolhido entre projetos nacionais e estrangeiros.

De acordo com a coordenadora da Difusão, Yale Soares, e a responsável pelas Parcerias Globais do programa, Joanna Pagy, o escopo incluía apenas a mensuração das atividades de Difusão. “Quando recebemos os consultores e eles conheceram o SEED de fato, aceitaram o desafio de ampliar o escopo. Agora conseguiremos mensurar os impactos do Seed como um todo”, garantiram.

A relevância do SEED para o ecossistema global de empreendedorismo, bem como as atividades de difusão, fez o programa do Governo de Minas Gerais, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SEDECTES), ser selecionado pela SAP. No período da tarde, a metodologia foi apresentada à equipe do SEED para iniciarem as atividades.

Os consultores da SAP Uwe Grigoleit e Sophia Li (no centro) e Equipe SEED

 

Parceria com o Cabify

Tudo isto somente foi possível com o apoio da Cabify, que custeou todo o deslocamento dos consultores durante suas permanências em Belo Horizonte.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *
You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>