As transformações pela educação foram tema do SEED Talks

Desenvolvimento profissional, aliar teoria à pratica, transformações de realidade e como chegar lá através da educação. Esses foram os temas debatidos no segundo SEED Talks, que aconteceu dia 3 de novembro, durante a FINIT. Mediado pela Diretora de Inovação da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH-MG), Alessandra Alkmim, o painel teve a presença do cientista cognitivo do Google, André Souza e da empreendedora social da Ashoka Brasil, Maria Regina Cabral.

“Como queremos o futuro da educação?” A pergunta da doutora em educação pela USP, Maria Regina Cabral, não tem uma resposta simples, mas uma conclusão é incontestável: o modelo educacional como funciona hoje precisa ser mudado. “Temos que pensar porque muitos jovens abandonam a escola. Além disso, os motivos de porque os que estão estudando não aprendem e porque os que aprendem não estão felizes”, afirma a professora.

De acordo com ela, na América Latina, 36% das crianças no ensino fundamental não estão atingindo as habilidades mínimas de leitura e 52% não possuem domínio da matemática. “Estamos passando por transformações muito rápidas, mas a escola que nós temos ainda está no século XIX. Esse desencontro de velocidade entre escola, professor e alunos cria um impacto muito grande naquilo que temos hoje como resultado”, aponta Maria Regina.

Com esse panorama é preciso dar autonomia para o professor, com conhecimento estruturado que propicie o aprendizado e domínio de novos códigos e linguagens. “Quando pensamos nessa escola do futuro, temos que fazer uma educação inovadora. Ela precisa articular conhecimentos teóricos com a pratica onde o aluno experimenta, erra, entra em conflito, para assimilar e aprender”. Para Maria Regina, só assim passaremos de usuários para também produtores de tecnologia.

O desenvolvimento da imaginação é essencial para essa construção de conhecimentos fora do padrão, já que é preciso primeiro entender o passado, para poder transformar o presente e futuro. A história do cientista cognitivo Andre Souza mostra que isso é possível.

Da periferia de Belo Horizonte, o pesquisador hoje é um dos responsáveis pelas pesquisas quantitativas realizadas pelo time do Android e Inteligência Artificial do Google, na Califórnia “Eu sempre gosto de começar falando do ponto inicial e do ponto em que estou agora. Quando eu comecei a minha vida acadêmica, queria ser professor de literatura inglesa. Hoje eu trabalho com inteligência artificial dentro do Google”, afirma Andre.

De acordo com o cientista, ele nem sabia que esse cargo existia na época em que entrou na Faculdade de Letras da UFMG. Agora, com um pós-doutorado em psicologia cognitiva, Andre dedica-se a divulgar a ciência. “Como cientista, hoje, meu papel é entregar de volta para sociedade soluções para problemas práticos. Porque eu sai de uma comunidade onde precisávamos desses resultados e os problemas práticos continuam lá, precisando dessas soluções”.

Mas esse caminho não foi fácil nem rápido. Porém o cientista garante que é preciso ter coragem e persistir para alcançar seus objetivos. “A educação te permite isso, ver as trajetórias possíveis que podem ser seguidas. Se cada pessoa que está pensando em desistir, continuar, já são mais pessoas que poderão contribuir para que os problemas práticos que temos no dia a dia sejam resolvidos de forma efetiva”.

Os palestrantes ainda falaram sobre o papel das instituições de ensino no presente e de como é preciso que professores construam uma relação diferente com seus alunos. “O conhecimento hoje está permeando tudo. A escola não é mais a fonte de conhecimento universal. O que ela precisa fazer é preparar o aluno para conseguir aprender e digerir todo esse conhecimento disponível”, explica Andre.

E Maria Regina completa “É preciso construir uma relação de afeto entre professor e aluno para que esse diálogo aconteça, para que certos padrões sejam quebrados e para que nós consigamos fazer diferente uma educação diferente no presente e no futuro”, finaliza a professora.

SEED Talks mostra como startups podem colaborar com grandes empresas

Atualmente a interface entre grandes empresas e startups não é mais uma tendência, mas uma realidade no mercado. Essa interação pode ser o início de mudanças e disrupções dentro do mundo corporativo. Ainda assim, há muita resistência dessas organizações, com processos demorados e burocráticos, que acabam fazendo empreendedores desistirem dessa possibilidade.

Essas e outras questões sobre a colaboração entre empresas e startups foram debatidas hoje, 2, no SEED Talks, por Marcello Bathe, responsável pelo desenvolvimento de novos negócios no Grupo Solvay, Alexandre Veiga, Business Innovation Officer da Embraco, Paulo Matos, gerente de desenvolvimento humano e organizacional do Isvor, com moderação do agente de aceleração do SEED, Artur Jeber. O painel “Como startups podem colaborar com as grandes empresas” aconteceu no palco SEED, dentro da programação da FINIT (Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia), que acontece até sábado, dia 4 de novembro.

Os participantes apresentaram um pouco de sua trajetória, dificuldades e possíveis caminhos para que essa colaboração seja possível. “Um dos objetivos de programas de aceleração como o SEED MG é explicar para os empreendedores como funciona essa conexão e colaborar para que ela aconteça”, explica o agente Artur Jeber.

Para Marcello Bathe, o Grupo Solvay já tem a tecnologia como algo enraizado na empresa, mas ainda é um desafio firmar essas parcerias. “Já fizemos alguns contratos muito interessantes com startups, pois acreditamos que elas trazem, criatividade e inovação para a Solvay. Porém, ainda é preciso entendermos a agilidade com que elas trabalham, para aprender essa nova realidade”, afirma.

Mesmo não sendo algo tão recente, esse tipo de relação ainda é visto com receio pelos empresários. Segundo Alexandre Veiga, sempre existe o medo da qualidade ao estabelecer colaboração com startups. “Participar de programas de aceleração e já ter investidores ajuda a catalisar esse processo, mas o empreendedor também precisa ter iniciativa para mostrar valor para o empresário e fazer essa conexão acontecer”, reitera.

Paulo Matos também reconhece que o nível de maturidade faz toda a diferença nesse processo. “Percebemos que quando startups são aceleradas, já possuem MVP, modelo de negócios e proposta de valor. A presentar projetos já estruturados para os empresários, entendendo a cultura da empresa, faz com que essa interlocução aconteça mais rápido”, garante o gerente do Isvor.

Para que essa cultura da inovação possa ser implementada dentro das organizações, é preciso que empresários entendam e aprendam com os empreendedores. “Estamos atentos, curiosos e preocupados com a colaboração entre empresas e startups. Discutimos transformação digital, tecnológica e movimento maker dentro da organização, embora também exista muita gente que não sabe o que é uma startup. Por isso, essa aproximação é tão necessária, para conseguirmos promover a inovação dentro das grandes empresas”, completa Paulo Matos.

Confira aqui como foram as outras atividades do SEED na feira mais inovadora da América Latina.

SEED – visibilidade para o empreendedorismo feminino

A Comissão de Equidade de Gênero do SEED promove a partir desta semana, durante o FINIT Festival 2018, suas primeiras atividades abertas ao público. No mês de novembro serão quatro, ao todo. A primeira ação foi lançada no dia 08/11, uma parceria com a ONG Mulheres S.A em que 11 empreendedores do SEED oferecem mentorias para empreendedoras do estado de Minas Gerais durante nove semanas, até o final do programa. Os mentores atuarão como agentes de aceleração e ajudam a dar um direcionamento para seus negócios.

No dia 13/11 acontece na Arena HUB o SEED Talks: comunicação não violenta para equidade de gênero, a partir das 19h, que traz um grupo especializado na metodologia para discutir suas possibilidades no contexto do tratamento de questões de equidade de gênero. As inscrições são gratuitas pelo Sympla.

No dia 19/11 será a vez do SEED recebe o InspiraSEED: diversidade para desenvolvimento das startups, um evento para empreendedores conversarem sobre diversidade, em uma roda de discussão baseada nos pilares do HeForShe, e uma dinâmica para equilíbrio de gênero, utilizando as técnicas da Gestalt, com Amanda Pires Cerqueira. A proposta é oferecer uma imersão para que os selecionados da rodada possam conversar abertamente sobre o tema.

Para fechar o mês do empreendedorismo feminino, acontece também na Arena HUB o SEED Experience: diversidade que dá certo, ainda com data a confirmar, com apresentação de pesquisas e experiências de organizações que conseguiram endereçar o tema da equidade de gênero com sucesso. Em breve mais informações sobre o evento de encerramento.

Empreendedorismo tecnológico e desigualdade

Desde a sua primeira primeira edição, os empreendedores acelerados pelo SEED são predominantemente homens. Na quinta rodada, que acontece em 2018, não é diferente e os números sofreram até quedas. Das 35 startups em processo de aceleração, seis são lideradas por mulheres e do total de 95 empreendedores, 13 são do sexo feminino. Ainda, 15 convidados tiveram espaço no palco de eventos promovidos pelo programa desde julho, destes, apenas uma era mulher.

Visando a contribuir para mudar esta realidade, um grupo do SEED – formado por membros da equipe e empreendedores – fundou uma comissão de equidade de gênero. Seu trabalho pretende dar visibilidade às mulheres que constroem o ecossistema de empreendedorismo e inovação, valorizar sua participação, incentivar o empreendedorismo feminino de base tecnológica, assim como a inscrição e consequentemente a seleção de um maior número de mulheres no programa.

A comissão, formada por Isabela Scarioli, head de comunicação do SEED, Fernanda Lacotix, content builder do SEED, Sandrelise Chaves, da SporTI, Tatiana Rihan, da Udeet e Marcos Moreira, da Onboard Mobility, se encontra semanalmente desde o início da rodada para entender melhor as questões relacionadas ao tema, discutir maneiras de abordá-las e propor ações que contribuam para a causa. Os encontros já receberam também empreendedores convidados para apresentar conteúdos e experiências relativos ao tema.  Além disso, uma das propostas do grupo é contar a história das empreendedoras do SEED. Confira a apresentação do projeto aqui.

_

Contatos:

Isabela Scarioli – isabela.scarioli@seed.mg.gov.br
Fernanda Lacotix – fernanda.lacotix@seed.mg.gov.br     

SEED no FINIT Festival 2018

O FINIT Festival 2018 já começou e está sendo um sucesso! Neste ano, a Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia está de cara nova e agora é o FINIT Festival. Depois de duas edições, um dos maiores eventos de inovação e tecnologia do país ganha um novo formato e neste ano vai se expandir, sendo realizado em diversos locais de Belo Horizonte. Entre os dias 07 e 28 de novembro, a população mineira terá a oportunidade de participar de palestras, seminários e workshops. Neste ano, o festival chega com o tema “O futuro é agora” e vem para democratizar e humanizar ainda mais a tecnologia. Prepare-se para conferir uma das mais inovadoras experiências tecnológicas.

Depois da Campus Party, que termina no dia 10 de novembro, as atividades continuam até dia 28 de novembro. E é claro que o SEED vai ocupar em peso o festival mais inovador da América Latina. Confira:

 

  • SEED Talks: comunicação não violenta para equidade de gênero

Quando? 13/11

Onde: Arena HUB

Que horas? 19h

Comissão de equidade de gênero do SEED apresenta: SEED Talks sobre comunicação não violenta para equidade de gênero. Como tratar dos assuntos nas empresas? Como fazer este assunto não ser um tabu ou mimimi?

O painel contará com a presença de Sandrelise Chaves, da SporTI, Magali Alvarenga, da Wicar, Bruna Picasso, Eduardo Batista e Luciana Martins.

Inscreva-se!

O evento será dividido em quatro partes:

  • 19h até 19h10 – Apresentação do SEED e da comissão de equidade de gênero;
  • 19h10 até 19h30 – Apresentação dos convidados;
  • 19h30 até 20h30 – Painel mediado pela Fernanda Lacotix para tratar das questões de gênero dentro da CNV.
  • 20h30 até 21h – Perguntas

Sobre os convidados

Bruna Picasso, graduada em Comunicação Social pela UFMG, com pós graduação em gestão de negócios pela FDC. Sócia da Previsão Assessoria Contábil, atuou como professora do curso de administração da Faculdade Arnaldo e possui mais de 10 anos de experiência em gestão de pessoas. Em busca de autoconhecimento, despertou para a CNV em 2017, participando de workshops, estudando as referências disponíveis e marcando presença nos grupos de prática quinzenal.

Eduardo Batista é filósofo, escritor e cronista, com diversos textos publicados em sites, jornais e revistas. Trabalha com Comunicação Não-Violenta, já tendo facilitado diversos grupos. Além disso, é educador parental certificado pela DPA (Discipline Positive Association)

Luciana Martins, Administradora de Empresas, Empresária, Professora de Yoga, Karma Sannyasin pela Bihar School of Yoga, Life Coach, Neuro Language Coach, Professora de idiomas, Contadora de estórias, Ceramista, Treinadora de Comunicação Não-Violenta a caminho da Certificação Internacional.

Fundadora e COO da SporTI. Mestra em Direito e Justiça (UFMG). Especialista em Consultoria Jurídica Empresarial (UniSEB). Pós-graduanda em Finanças Corporativas e Controladoria (FUMEC). Graduada em Direito (FEAD). Advogada desde dezembro de 2009. Professora de Ensino Superior desde agosto de 2012. Coordenadora de Pesquisa da Faculdade de Direito de Contagem (FDCON). Auditora-Presidente da 1ª Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Mineira de Futebol Americano (TJD/MG FEMFA), desde janeiro de 2018. Membro da Comissão de Direito para Startups da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Seção de Minas Gerais (OAB/MG), desde janeiro de 2018.

Magali Akl Alvarenga, mãe, Co-founder e CEO da Wicar. Empresária e expert no mercado de manutenção e estética automotiva. Com 13 anos de experiência na gestão de centros automotivos e estacionamentos. Implantou o e-commerce na JetCera. Especialista em Gestão de Negócios pela FDC. Participa ativamente de grupos de empreendedorismo e empoderamento feminino: ONG Mulheres SA, Teia, Confraria e Projeto Itaú Mulheres Empreendedoras.

__

 

  • SEED Mentoring

Quando? 21/11

Onde: Primeiro andar do HUB

Que horas? 9h às 18h

O SEED abre suas portas para um dia de interação com seus empreendedores. Essa a sua chance de descobrir como os SEEDers tiraram suas ideias do papel e fizeram com que elas fossem aceleradas pelo maior programa público de aceleração do Brasil. Venha aprender a empreender com nossos mentores. Inscreva-se aqui

__

 

  • SEED Experience

Quando? 21/11

Onde: Arena HUB

Que horas? 19h

“Desenvolvendo negócios – da ideação à escala”

No dia 21 de novembro temos um encontro imperdível na Praça da Liberdade, na saudosa “Rainha da Sucata”, prédio que é sede do HUB MINAS DIGITAL e do SEED!

Vamos reunir empreendedores e profissionais fora da curva, que vão compartilhar experiências e conhecimento super relevantes, para você tirar sua ideia do papel e acelerar o crescimento do seu negócio, desde o primeiro dia!

O evento é gratuito e imperdível mas é necessário confirmar sua presença retirando seu ingresso na Sympla!

Programação

19h – Recepção e credenciamento;

19h15 – Seed Talk com Isabella Corradi – Coordenadora de Aceleração do SEED

Tirando sua idéia do Papel – Descubra como tirar sua ideia do papel e transformá-la em um negócio de sucesso.

19h30 – Painel com convidados

  • Ana Luiza Sampaio – Designer e Biz Dev na Presto Performance
  • Andresa de Carvalho – Community Manager na Hotmart
  • Nathalia Cavalieri – Product Team Manager na Hotmart
  • Renato Espeschit – CEO na SegFy

20h – Seed Talk com Bruno Ferrão – CTO/CMO na My Personal Stylist

Mindset de crescimento desde o “Day One” – Entenda como funciona o mindset de crescimento, como tracionar e acelerar o desenvolvimento do seu negócio desde o primeiro dia.

  • 20h15 – Painel com convidados:
  • Domenica Ferreira – Inteligência de Dados na Sympla
  • Henrique Meirelles – CMO na Midhaz
  • Matheus Mattar – Head Sales na Midhaz
  • Marcio Pinheiro – Consultor na Supersonic
  • Marina Xavier – Head of Growth na Hotmart

20h45 – Seed Talk com Guilherme Martins da Costa – CEO na Presto Performance

Escalando seu negócio com performance – Saiba como vencer os desafios do crescimento e como escalar seu negócio apoiado no mindset de alta performance.

21h – Painel com convidados:

  • Arthur Viana – CMO na Reev
  • Carina Valadares – Growth Analyst na Méliuz
  • Felipe Varanda – Coordenador de Marketing de Performance na Maxmilhas
  • Leonardo Rebitte – CEO na Mutual Investimentos
  • Maicon Ferreira – CEO na WhatsShare

21h45 – Happy Hour & Networking – Pixel Bar (Bar de Startups) – Rua Major Lopes, 470

PS: Retire seu ingresso na Sympla e receba uma Welcome Beer bem gelada na entrada!   😉

__

 

  • SEED Experience: diversidade que dá certo

Quando? 29/11

Onde: Arena HUB

Que horas? 19h

Neste SEED Experience, vamos falar sobre experiências de sucesso de diversidade – desafios da equidade de gênero e organizações que conseguem endereçar essas questões com sucesso.

Mais informações em breve.

#SEEDRecebe – Em busca de propósito

Estudantes do IBMEC vêm ao SEED para reflexão sobre carreira, sucesso e geração de valor

Abrir uma empresa. Esse é o senso comum do que significa empreender, de acordo com o professor de empreendedorismo e inovação do IBMEC de Belo Horizonte, João Bonomo. No intuito de colaborar para desfazer esse clichê, ampliar o olhar dos seus estudantes sobre o assunto e mostrar o efervescente ecossistema de Belo Horizonte ele traz, com frequência, seus alunos de administração, engenharia civil e economia, para uma aula no coworking do SEED. Foi o que aconteceu na noite da última segunda-feira, 05/03, quando quase 50 estudantes participaram da aula de empreendedorismo e propósito, ministrada por Daniel Oliveira, coordenador geral do SEED.

“Conheço o SEED desde os seus primórdios e é um programa que me dá orgulho de ser mineiro. Você vê que podem haver outros programas de aceleração, mas nenhum governo estadual consegue ter essa atuação que o SEED tem. Ele tem uma característica que eu gosto muito que é a reinvenção. Já vi o programa se reinventar diversas vezes, a cada edição ele evolui, se mostra diferente, se adapta. Isso é um sinal de compromisso e competitividade”, diz Bonomo.

Além de apresentar o SEED, o programa de aceleração que já está na 5ª rodada e a difusão de conhecimento feita no interior de Minas Gerais, Daniel mostrou os resultados alcançados desde 2013, data de início das atividades e os impactos de ter um programa público como o SEED. “Minas Gerais depende prioritariamente de duas indústrias: mineração e agricultura. O empreendedorismo e a inovação são caminhos para diversificar a economia do estado e trazer desenvolvimento. Inovação é diversidade”, salienta.

O conteúdo da aula mistura dados do ecossistema, conceitos teóricos e filosóficos e apresentação de tendências. O assunto principal, propósito, é tratado a partir do ponto de vista de criação de valor para o mundo, tanto do prisma pessoal como do das empresas. Daniel conta sobre os diversos pontos de vista de propósito, da busca do ser humano por um sentido, além falar das aplicações práticas das ideias. A aula mostra tendências como a reinvenção do ser humano na era digital e a mudança de paradigmas que ela traz, como o conceito de abundância e a ampliação de oportunidades, passando por sucesso e chegando a reflexões sobre aspectos como a nanotecnologia, a robótica, a inteligência artificial e as realidades intersubjetivas. O palestrante exemplifica cada ponto com vídeos, cases e experiências pessoais, além de instigar os participantes a pensarem sobre suas próprias vidas, escolhas e a compartilhar os seus pontos de vista com os colegas. “Achei muito boa a palestra, a melhor que tivemos até agora. Contribuiu para ampliar nosso repertório, nos ajudar a formular perguntas”, avalia Débora Silva, 23 anos, que cursa administração.

Débora Silva, estudante de administração. (Foto: Isabela Scarioli)

Para finalizar a noite, um exercício de compartilhamento e empatia. “Não conhecia o SEED, achei que a palestra ajudou no entendimento de conceitos chave para levar o empreendimento à frente”, é a opinião de Matheus Faria, de 21 anos, aluno de administração.

Matheus Faria, estudante de administração. (Foto: Isabela Scarioli)

Se você gostou do conteúdo, veja esse vídeo indicado na apresentação e não deixe de conferir os livros indicados para os estudantes: “O que é o futuro?”, “Vai lá e faz”, “Why We Work” e “Homo Deus”.

SEED tem programação diversa dentro da FINIT

A FINIT (Feira Internacional de Negócios, Inovação e Tecnologia) acontece de 31 de outubro a 04 de novembro, no Expominas, em Belo Horizonte. A feira mais inovadora da América Latina terá um grande hub de negócios, com a reunião de renomados eventos e palestrantes da área da inovação e tecnologia em um só local. Serão cinco dias com programação simultânea toda dedicada ao conhecimento, geração de negócios e imersão tecnológica, prosperando o ecossistema mineiro.

Realizada pelo Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SEDECTES), pelo segundo ano consecutivo, a FINIT reúne, em um só lugar, grandes e consolidados eventos e um público bem diverso: startups, grandes empresas, estudantes, pesquisadores, profissionais da área de tecnologia e interessados nas temáticas abordadas.

E é claro que o SEED preparou uma programação especial para você. Confira e inscreva-se:

1º de novembro

Com o tema “Vivendo a inovação em um mundo em transformação”, a Conferência terá palestras com especialistas nacionais e internacionais, layout integrador, painéis, debates, experimentações práticas, networking e vivências.

Apresentação de cases de startups que se relacionaram com grandes empresas e geraram diferenciais competitivos relevantes com aumento de receita e/ou redução de custos.

Palestrantes: Rodolfo Zhouri (coordenador do Hub Minas Digital) e Silvana Braga (diretora do SEED MG).

Horário: 15h às 15h30 Local: Estação Experiência – Palco MUCURI VALLEY

2 de novembro

Apresentado pelo SEED e pelo SEBRAE, o painel Shark Tank terá duas startups de cada instituição apresentando seus pitches para os “tubarões”.  Aceleradas pelo SEED, as startups MYPS e Saipos participarão do painel, recebendo feedbacks e dicas sobre como negociar com grandes investidores.

Tubarões: Camila Farani e Caíto Maia

Horário: 10h às 12h Local: Arena de Negócios – Palco Meu Primeiro Negócio, Palco Minas Digital, Palco SEED

O painel debaterá e apresentará os principais pontos sobre como as startups podem e conseguem colaborar com grandes empresas.

Participantes: Artur Jeber (agente de aceleração do SEED), Daniel Dias (Solvay), Alexandre Veiga (Embraco) e Paulo Matos (ISVOR).

Horário: 14h às 15h Local: Arena de Negócios – Palco SEED

Bate-papo entre um representante do SEED e um empreendedor da 4ª rodada, com o objetivo de apresentar o programa, contar a experiência do ponto de vista do empreendedor e dar dicas de inscrição para a próxima rodada.

Participantes: Yale Soares (relacionamento com o empreendedor do SEED) e Matheus Luiz (Seja Direto)

Horário: 15h às 15h30 Local: Arena de Negócios – Palco Santa Helena Valley

UFMG Inovação em Pauta é uma série de eventos organizados pelos alunos de pós-graduação em Inovação Tecnológica da UFMG.

Programação:

14h: Keynote – “Inovação internacional e evolução do capital humano” Erik Lammers

15h: Tríplice Hélice de Inovação: Universidade – Indústria – Governo

Moderador: Professor Ado Jório (Pró-reitor de pesquisa da UFMG), Mariana Yazbeck (Senai), Adriana Ferreira de Faria (UFV) e Leonardo Dias (Sedectes)

16h: Programas de Aceleração: Artur Jeber (agente de aceleração do SEED), Thiago Veloso (Biominas), Lívia Diniz (FIEMG Lab) e Carnelutti Alencarino (Lemonade)

17h: Sala de Networking

Horário: 14h às 17h Local: Arena de Negócios – Palco Meu Primeiro Negócio

O Centro Universitário Una, em parceria com a Sedectes (por meio do SEED), desenvolveu o Una Valley. O programa irá escolher os melhores projetos e práticas relacionados ao empreendedorismo, com foco na inovação, desenvolvidos pelos alunos dos cursos de graduação da universidade.

 Horário: 17h às 19h | Local: Sala Uaitec 2

3 de novembro

O Boost Accelerator tem como objetivo a geração de negócios entre startups de aceleradoras tradicionais e investidores nacionais e internacionais. As duas melhores startups de cada aceleradora apresentarão, na primeira etapa do painel, seus pitches para um grupo de investidores e a um júri técnico. Na primeira etapa, todos se apresentam e serão selecionadas até cinco delas para participar da segunda etapa. As startups aceleradas pelo SEED serão a MedLogic e a Seja Direto.

Primeira etapa – Horário: 9h30 às 13h Local: Arena de Negócios – Palco Diamond Valley

Segunda etapa –  Horário: 17h às 19h Local: Arena de Negócios – Palco SEED

A palestra promovida pelo SEED é voltada para empreendedores com interesse em potencializar o vetor de inovação poderão desenvolver uma melhor proposta de valor para suas empresas. Dessa forma, o público presente poderá refletir sobre como o propósito de vida pode potencializar essa estratégia.

Horário: 14h às 16h Local: Arena de Negócios – Sala Uaitec 2

Bate-papo de 30 minutos entre uma representante do SEED e um empreendedor da 4ª rodada, com o objetivo de apresentar o programa, contar a experiência do ponto de vista do empreendedor e dar dicas de inscrição para a próxima rodada.

Participantes: Yale Soares (relacionamento com o empreendedor do SEED) e Roberto Mendes (Horta Mágica)

Horário: 15h às 15h30 Local: Arena de Negócios – Palco Ouro Preto Valley

Os participantes irão abordar, através de suas experiências, a relação entre empreendedorismo, educação e desenvolvimento profissional.

Palestrantes: André Souza (Google) e Maria Regina Cabral (ASHOKA) e Alessandra Alkmim (ABRH-MG).

Horário: 15h às 16h Local: Arena de Negócios – Palco SEED

Os principais desafios, semelhanças e diferenças que encontramos ao realizar pesquisas fora do ambiente acadêmico, dando ênfase às habilidades necessárias que um pesquisador precisa desenvolver para ter uma carreira de sucesso fora da academia

Palestrantes: André Souza (Google) e Professor Evaldo Vilela (FAPEMIG)

Horário: 16h30 às 17h30 Local: Arena Experience – Lounge do conhecimento SIMI

Imagina um painel que te entende, fala sobre os problemas da jornada empreendedora e ainda te ajuda com direcionamentos para tomadas de decisão nas áreas comercial, internacionalização, pitch, gestão, financeiro, infraestrutura e tecnologia.

Palestrantes: Felipe Perna (IBCAT), Felipe Saraiva (Avoante), Rodrigo Moreira (Smartalk), Felipe Drummond (Kino), Luis Lourenço (PlugCRM) e Karinne Montolli Carvalho (MONTOLLI).

Horário: 18h às 19h Local: Arena de Negócios – Palco Santa Helena Valley

4 de novembro

O AppFactor Brasil é uma competição que visa buscar a melhor ideia mobile e colocá-la em prática. Acontece em março de 2018 e tem como prêmio o desenvolvimento de uma app totalmente grátis pela ioasys. O AppFactor Experience é um evento itinerante e funciona como uma pré-seleção para o evento principal

Horário: 9h30 às 13h Local: Arena de Negócios – Palco SEED

Saiba como o SEED pode ajudar a tirar sua ideia do papel e te transformar em um empreendedor de sucesso.

Palestrante: Silvana Braga (diretora do SEED)

Horário: 14h30 às 15h30 Local: Campus Party – Palco Feel the Future

De modo a lidar com a complexidade do mundo atual as organizações buscam soluções que facilitem o processo de inovação em especial no processo desenvolvimento de produtos e serviços. A abordagem do Design Thinking será mostrada nesse painel com ferramentas, cases aplicados e os seus benefícios.

Palestrante: Joanna Pagy

Horário: 10h30 às 11h15 Local: Campus Party – Palco: Ciência e Inovação