Parceria do SEED com as escolas FDC e Skema oferece crescimento para startups

Parceria do SEED com as escolas FDC e Skema oferece crescimento para startups

Começa nesta quarta-feira (30) um projeto do SEED, em parceria com duas das melhores escolas de negócios do mundo, Fundação Dom Cabral e a francesa Skema Business School, que conecta os empreendedores do Programa a uma nova experiência: até o dia 10 de dezembro deste ano, startups terão a oportunidade de participar de um curso de ação-aprendizagem sobre como aplicar novos conhecimentos teóricos nos desafios de crescimento para as startups de alto potencial.

O programa de 12 semanas oferece à 120 alunos das duas escolas 80 horas de curso distribuídas em palestras, workshops, mentorias e oficinas com especialistas. Divididos em 30 equipes, eles terão como foco trabalhar os desafios das startups do SEED, oferecendo soluções com base nas temáticas: Finanças e Valuation de Startups, Desenvolvimento de Negócios e Design Thinking, Gerenciamento de Projetos e Estratégia de Marketing Internacional.

Dados do Global Entrepreneurship Monitor (GEM) apontam que, em todo o mundo, um empreendedor com alto potencial cria em média até 3 vezes mais empregos do que um empresário médio, e até 15 vezes mais empregos do que um empreendedor com baixo potencial. No entanto, os talentos empresariais com alto potencial são muito escassos. Por este motivo, a maioria dos países está buscando investir e apoiar atividades que visam fomentar o aumento de empreendedores de alto potencial.

O agente de Aceleração do SEED, Carsten Snedker, explicando o programa para os alunos franceses

Responsável pela parceria, o agente de Aceleração do SEED, Carsten Snedker, afirma que  ecossistemas bem desenvolvidos como o de Minas Gerais, são fundamentais para tais atividades de apoio. “Eles são capazes de transformar descobertas acadêmicas e conhecimentos de ponta em atividades operacionais dentro de empresas iniciantes com o objetivo de aprimorar as habilidades empresariais de alto potencial e inicialização global de alto potencial”, garante.

A iniciativa do SEED, Fundação Dom Cabral e Skema de transformar a excelência do conhecimento conceitual em excelência de habilidades aplicada é mais um ganho para o ecossistema mineiro, considerado o segundo maior polo de startups do Brasil, segundo a ABStartups.

 

Amazon Web Services oferece mentoria para os empreendedores do SEED

Amazon Web Services oferece mentoria para os empreendedores do SEED

Nos dias 8 e 9 de agosto, os mentores da Amazon Web Services (AWS) Rodrigo Akira Hirooka, Gerente de Desenvolvimento de Negócios para Startups na América Latina, e Thiago Morais, Arquiteto de Soluções para Startups, estiveram no SEED para oferecer uma sessão de mentoria de negócios para os empreendedores. As startups tiveram a oportunidade de receber uma consultoria sobre técnica e seu modelo de negócios, entendendo aspectos que podem trabalhar para melhorar o seu valuation. Durante a sessão, os mentores também ajudaram a estruturar a arquitetura das startups na AWS.

Nesta terça, nove startups participaram da atividade. De acordo com Rodrigo Akira, este primeiro dia teve a participação de startups bem diferentes e em vários níveis de maturidade. “Estamos aqui também para fazer negócios, claro, mas nosso objetivo maior é fomentar o ecossistema empreendedor, agregar valor para as startups residentes, ajudando-as a modelar e direcionar seus negócios”, garante o mentor.

A Evoé, plataforma de crowdfunding voltada para projetos culturais, foi uma das primeiras a receber a mentoria. A CEO, Bruna Kassab, conta que eles já usavam os serviços da Amazon, mas não conheciam todas as funcionalidades. “Percebemos que estávamos pagando mais do que a gente precisava, sem utilizar todos os recursos possíveis para a Evoé. Com essa conversa, entendemos qual era o melhor plano para o nosso negócio e recebemos feedbacks para melhorar a plataforma”.

Além de apresentar outras funcionalidades, os mentores também deram dicas para os empreendedores. Antônio Beno, da Cuboz.com, uma plataforma gratuita para ensino a distância com aprendizado colaborativo, também já usa a AWS há um ano e meio, desde o primeiro dia da startup. “Foi uma oportunidade de conhecer outros serviços para podermos melhorar nossa performance, reduzindo os custos e aproveitando também os créditos oferecidos agora, através da parceria com o SEED. É uma ótima ajuda para empresas de base tecnológica que estão começando”, afirma Antônio.

Amazon Web Services

Parceira do SEED, a AWS é uma plataforma de serviços em nuvem que oferece poder computacional, armazenamento de banco de dados, distribuição de conteúdo e outras funcionalidades para ajudar as empresas em seu dimensionamento e crescimento. A empresa oferece condições especiais às startups, ajudando em sua escalabilidade e crescimento.

SEED recebe diretoria da Andrade Gutierrez para conhecer startups da 4ª Rodada

SEED recebe diretoria da Andrade Gutierrez para conhecer startups da 4ª Rodada

Em busca de startups com soluções criativas para uma obra de Linha de Transmissão, que terá grande impacto para o país, o vice-presidente de Relações Corporativas e Negócios Estratégicos do Grupo Andrade Gutierrez, Saulo Alves, acompanhado de diretores e superintendentes, esteve no SEED nesta segunda-feira (07). Na oportunidade, alguns empreendedores do SEED apresentaram seus produtos para a equipe da multinacional.

De acordo com a superintendente de Excelência e Inovação da Andrade Gutierrez, Gláucia Alves, o programa está em sua primeira fase, que é de análise e seleção das soluções. “Encontramos aqui boas propostas e esperamos que estas startups do SEED estejam no Programa de Inovação Digital Day”, afirmou.

O programa, que está em sua primeira edição, tem por objetivo aproximar a Andrade Gutierrez de empresas inovadoras para aplicação de soluções tecnológicas em projetos no setor de Engenharia e Construção, seja por parceria, seja por contratações.

Serão 160 startups analisadas. Destas, 25 apresentarão seus projetos para uma banca examinadora composta por acionistas e executivos da multinacional, representantes do cliente da Linha de Transmissão e convidados. As empresas selecionadas participarão do desenvolvimento das soluções no Digital Day, que terá duração total de até 14 meses.

Ficou interessado? Saiba mais no site do programa

SEED recebe SAP para apresentar resultados de mentorias criados para quatro programas mineiros

SEED recebe SAP para apresentar resultados de mentorias criados para quatro programas mineiros

Durante quatro semanas, Belo Horizonte recebeu 12 profissionais da empresa global SAP, por meio do Programa Social Sabbatical, que ofereceram serviços de consultoria voluntária a organizações e ONGs que lidam com projetos de impacto social. O SEED – Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development foi um dos beneficiados com a consultoria, junto com as instituições CEDUC Virgílio Resi, Embaixadores de Minas e o Instituto Ester Assumpção. Os resultados foram apresentados na manhã desta sexta-feira (04), na sede do SEED, no Centro de Belo Horizonte.

Silvana Braga, diretora-geral do SEED, abriu o evento agradecendo a dedicação da SAP com o programa durante este período. “Essas quatro semanas foram muito produtivas para nosso trabalho. Muitos acreditam que, por acelerarmos 40 startups por rodada, apenas elas são impactadas pelo programa. Mas vamos além. Com nossas atividades de Difusão, conseguimos impactar muitas pessoas em todo o estado. Até o momento, foram aproximadamente 34 mil pessoas”, afirma Silvana, garantindo que o apoio da SAP vai alavancar este número.

Após a permanência no SEED, os consultores Uwe Grigoleit, vice-presidente global da SAP e Chefe Global de Desenvolvimento de Negócios; Sophia Li, especialista sênior em operações empresarias; e o chefe de parcerias e serviços financeiros da Ásia-Pacífico, Peter Levin, elaboraram, com a equipe do SEED, uma metodologia para mensurar o real impacto social e econômico que o programa causa ao estado de Minas Gerais com suas atividades. A curto, médio e longo prazo os resultados qualitativos e quantitativos do maior programa público de aceleração de startups do país serão divulgados. O documento é resultado de uma consultoria pro bono da empresa global para o SEED, que foi escolhido entre projetos nacionais e estrangeiros.

De acordo com a coordenadora da Difusão, Yale Soares, e a responsável pelas Parcerias Globais do programa, Joanna Pagy, o escopo incluía apenas a mensuração das atividades de Difusão. “Quando recebemos os consultores e eles conheceram o SEED de fato, aceitaram o desafio de ampliar o escopo. Agora conseguiremos mensurar os impactos do Seed como um todo”, garantiram.

A relevância do SEED para o ecossistema global de empreendedorismo, bem como as atividades de difusão, fez o programa do Governo de Minas Gerais, coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SEDECTES), ser selecionado pela SAP. No período da tarde, a metodologia foi apresentada à equipe do SEED para iniciarem as atividades.

Os consultores da SAP Uwe Grigoleit e Sophia Li (no centro) e Equipe SEED

 

Parceria com o Cabify

Tudo isto somente foi possível com o apoio da Cabify, que custeou todo o deslocamento dos consultores durante suas permanências em Belo Horizonte.