Governo de Minas apresenta novo formato do Seed

Governo de Minas apresenta novo formato do Seed

Vai ter Seed em 2020 e ele está de cara nova. O anúncio foi feito pelo subsecretário de Promoção de Investimentos e Cadeias Produtivas da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Sede), Juliano Alves, durante o Seed Experience. O evento aconteceu nessa terça-feira (29/10), no Itatiaia Rádio Bar, e contou com a participação de líderes do ecossistema mineiro de startups, empresários, representantes de aceleradoras, instituições de ciência e tecnologia, dentre outros.

Os primeiros meses de 2019 foram para colocar a casa no lugar, entender o cenário do ecossistema de startups no estado e as necessidades do mercado. A proposta é oferecer a melhor experiência e agregar valor aos participantes do Seed 2020, com menor valor para o Estado. Para isto, o Seed passou por reformulação. “Será um programa melhor com menor custo. Vamos fazer com que os participantes tenham a melhor experiência possível”, afirma o coordenador do Seed, Francisco Mello.

A 6ª edição do programa vai iniciar com 50 startups. Na metade do programa, quando completar três meses, haverá 50% de corte. Para o coordenador do Seed, a redução de 25 startups deixa o programa mais competitivo. “Será implantada a meritocracia. Os participantes que realmente suarem a camisa serão valorizados”, explica Francisco.

Também teve reestruturação no local de aceleração. As startups serão separadas por áreas afins e aceleradas em espaços distintos e já existentes. Os espaços parceiros receberão pelo menos quatro startups, um agente de aceleração, além de acolher eventos do Seed. As startups serão divididas por verticais, sendo elas: varejo, indústria, educação saúde/ciência da vida, finanças energia, negócio de impacto social e agropecuária.

“Dividir as startups por áreas e encaixá-las em espaços que têm sinergia com a área delas tornam a aceleração do Seed mais produtiva. Lá, elas terão conexões com empresas específicas que, num espaço do Seed, não teriam. Além do mais, segmentar as startups faz o governo ter uma economia de R$ 1 milhão – valor gasto somente com a locação do espaço”, afirma Geovana Santos, superintendente de Inovação Tecnológica da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Pesquisa da Sede aponta cenário e necessidades do ecossistema mineiro

Um dos pilares que fortaleceram as mudanças do Seed é a pesquisa da Sede, Retrato do Ecossistema Mineiro de Inovação e Empreendedorismo, elaborado em parceria com a empresa TroposLab. O estudo serviu para identificar a maturidade e as necessidades do ecossistema de empreendedorismo e inovação em Minas Gerais. Desta forma, o Governo de Minas poderá direcionar ações de desenvolvimento coordenadas pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sede), tais como Seed, Hub Minas e Startup Universitário.

A pesquisa aponta que, por mais que o número de programas para startups e espaços de inovação tenha crescido ano a ano em Minas Gerais, empreendedores ainda têm dificuldades em todas as fases e atividades críticas que vão desde a coragem e apoio para começar um negócio a se apresentarem a investidores anjo e fundos de investimento, por exemplo. Porém, cerca de 73% das startups, em todas as fases, reconheceram que o ecossistema mineiro tem casos de sucesso e inspiração e aproximadamente 67% acreditam que empreendedores transmitem seus aprendizados e experiências.  Para os participantes, é possível criar novos negócios de sucesso em Minas Gerais.

O retrato do ecossistema mineiro de inovação e empreendedorismo foi elaborado com base na resposta de 460 pessoas. Dessas, cerca de 50% foram de startups e empreendedores. Os demais são de representantes de incubadoras/parques tecnológicos, governo, empresas tradicionais, prestadores de serviços, centros de pesquisas, universidades públicas e privadas, aceleradoras, dentre outros, instalados em 10 das 12 regiões do estado.

Para saber mais sobre o estudo, clique aqui.

Seed lança Playbook

Por acreditar que, juntos, vamos mais longe e somos mais fortes, o Seed lançou, durante o Seed Experience, o Playbook. O documento é um guia de como todas as equipes participantes do programa aceleraram startups e como construíram uma comunidade de empreendedores prontos para mudar o mundo. Portanto, use e abuse deste material! Teste suas hipóteses e coloque em prática as ferramentas compartilhadas, clicando aqui. O guia completo pode ser baixado clicando aqui.

Primeiro SEED Experience Night lota Café 104

Primeiro SEED Experience Night lota Café 104

Cerca de 150 pessoas participaram da primeira edição do SEED Experience Night, que aconteceu na noite dessa quarta-feira (13), no Café do 104. A iniciativa de atrair a comunidade belo-horizontina para um dos maiores programas públicos de Aceleração de Startups da América Latina e apresentar o mundo do empreendedorismo proporcionou uma noite de muito aprendizado.

Durante duas horas, os participantes tiveram a oportunidade de saber mais sobre startups com dicas de como começar a empreender. A palestra rendeu um game, que ofereceu ao vencedor o direito de participar do Day Out do SEED – um dia de imersão em empresas do nosso ecossistema para troca de experiências.

Em sequência, o cofundador da SmarttBot – plataforma para traders operarem na bolsa de forma automatizada -, Leonardo Martinez, falou sobre empreendedorismo e usou sua startup como exemplo de case de sucesso. Com mais de 10 anos de experiência, o jovem empresário garantiu aos participantes do SEED Experience Night que, para ter sucesso, é necessário ter certeza que seu negócio atenda a real necessidade do mercado; ter foco “startup tem um milhão de oportunidades. O empreendedor tem que focar no que entende de caminho certo”; e, por fim, abraçar de corpo e alma o trabalho.

O Agente de Aceleração, Daniel Oliveira, apresenta o SEED para o público

 

SEED Experience Night

Com intuito de inspirar os empreendedores, foi criado o SEED Experience Night que abre as portas do SEED para sociedade, levando conteúdo e interação com o ecossistema de MG. Um dos objetivos é impactar o ecossistema por meio de eventos descontraídos e educativos e alcançar, uma média de 1.000 pessoas de Minas Gerais, gerando mais de dez horas de conhecimento reaplicáveis.

Amazon Web Services oferece mentoria para os empreendedores do SEED

Amazon Web Services oferece mentoria para os empreendedores do SEED

Nos dias 8 e 9 de agosto, os mentores da Amazon Web Services (AWS) Rodrigo Akira Hirooka, Gerente de Desenvolvimento de Negócios para Startups na América Latina, e Thiago Morais, Arquiteto de Soluções para Startups, estiveram no SEED para oferecer uma sessão de mentoria de negócios para os empreendedores. As startups tiveram a oportunidade de receber uma consultoria sobre técnica e seu modelo de negócios, entendendo aspectos que podem trabalhar para melhorar o seu valuation. Durante a sessão, os mentores também ajudaram a estruturar a arquitetura das startups na AWS.

Nesta terça, nove startups participaram da atividade. De acordo com Rodrigo Akira, este primeiro dia teve a participação de startups bem diferentes e em vários níveis de maturidade. “Estamos aqui também para fazer negócios, claro, mas nosso objetivo maior é fomentar o ecossistema empreendedor, agregar valor para as startups residentes, ajudando-as a modelar e direcionar seus negócios”, garante o mentor.

A Evoé, plataforma de crowdfunding voltada para projetos culturais, foi uma das primeiras a receber a mentoria. A CEO, Bruna Kassab, conta que eles já usavam os serviços da Amazon, mas não conheciam todas as funcionalidades. “Percebemos que estávamos pagando mais do que a gente precisava, sem utilizar todos os recursos possíveis para a Evoé. Com essa conversa, entendemos qual era o melhor plano para o nosso negócio e recebemos feedbacks para melhorar a plataforma”.

Além de apresentar outras funcionalidades, os mentores também deram dicas para os empreendedores. Antônio Beno, da Cuboz.com, uma plataforma gratuita para ensino a distância com aprendizado colaborativo, também já usa a AWS há um ano e meio, desde o primeiro dia da startup. “Foi uma oportunidade de conhecer outros serviços para podermos melhorar nossa performance, reduzindo os custos e aproveitando também os créditos oferecidos agora, através da parceria com o SEED. É uma ótima ajuda para empresas de base tecnológica que estão começando”, afirma Antônio.

Amazon Web Services

Parceira do SEED, a AWS é uma plataforma de serviços em nuvem que oferece poder computacional, armazenamento de banco de dados, distribuição de conteúdo e outras funcionalidades para ajudar as empresas em seu dimensionamento e crescimento. A empresa oferece condições especiais às startups, ajudando em sua escalabilidade e crescimento.

SEED recebe diretoria da Andrade Gutierrez para conhecer startups da 4ª Rodada

SEED recebe diretoria da Andrade Gutierrez para conhecer startups da 4ª Rodada

Em busca de startups com soluções criativas para uma obra de Linha de Transmissão, que terá grande impacto para o país, o vice-presidente de Relações Corporativas e Negócios Estratégicos do Grupo Andrade Gutierrez, Saulo Alves, acompanhado de diretores e superintendentes, esteve no SEED nesta segunda-feira (07). Na oportunidade, alguns empreendedores do SEED apresentaram seus produtos para a equipe da multinacional.

De acordo com a superintendente de Excelência e Inovação da Andrade Gutierrez, Gláucia Alves, o programa está em sua primeira fase, que é de análise e seleção das soluções. “Encontramos aqui boas propostas e esperamos que estas startups do SEED estejam no Programa de Inovação Digital Day”, afirmou.

O programa, que está em sua primeira edição, tem por objetivo aproximar a Andrade Gutierrez de empresas inovadoras para aplicação de soluções tecnológicas em projetos no setor de Engenharia e Construção, seja por parceria, seja por contratações.

Serão 160 startups analisadas. Destas, 25 apresentarão seus projetos para uma banca examinadora composta por acionistas e executivos da multinacional, representantes do cliente da Linha de Transmissão e convidados. As empresas selecionadas participarão do desenvolvimento das soluções no Digital Day, que terá duração total de até 14 meses.

Ficou interessado? Saiba mais no site do programa

SEED recebe o lançamento do Facebook Developer Circle Belo Horizonte, dia 12/08

SEED recebe o lançamento do Facebook Developer Circle Belo Horizonte, dia 12/08

A comunidade de TI da capital mineira tem mais um motivo para comemorar: estreia em Agosto o grupo Facebook Developer Circle: Belo Horizonte. Trata-se de uma iniciativa suportada pelo Facebook para promover a discussão sobre as tendências e tecnologias relacionadas a design, desenvolvimento de software e empreendedorismo.

O evento de lançamento será realizado no dia 12 de Agosto às 14h, no Espaço 104 (Praça Rui Barbosa, 104 – Centro) e terá o apoio do SEED, programa de aceleração de startups do governo de Minas Gerais que suporta iniciativas que impulsionam o desenvolvimento de negócios inovadores e fortalecem a cultura empreendedora no Estado.

Este primeiro encontro discutirá temas relacionados à React Native e Inteligência Artificial, além de contar com a presença de Marissa Elena Yáñez, responsável no Facebook pelo programa Developer Circles da América Latina.

As vagas são limitadas, então garanta logo o seu lugar!

 
PROGRAMAÇÃO:
 
14h: Credencialmento
14h30: Boas vindas ao Facebook Developer Circle: Belo Horizonte
15h: Apresentação sobre React Native
16h: Coffee-break
16h30: Apresentação sobre Inteligência ArtificialInteligência Artificial
17h30: Encerramento

INSCREVA-SE